Os 11 castelos mais marcantes na história de Portugal

Os 11 castelos mais marcantes na história de Portugal

Em Portugal existem centenas de castelos espalhados pelas suas cidades lusitanas. Enquanto portugueses, ao observar estes castelos sentimos orgulho pelas maravilhosas edificações, assim como um respeito enorme pela histórica que representam ao nosso povo. Por outro lado, a oportunidade que temos de atualmente conseguirmos visitar e por outro, através da história imaginarmos como eram vividos os tempos naquelas épocas. Conheça os 11 castelos mais marcantes na história de Portugal.

Alguns dos castelos estão bem conservados, transformados em autênticos museus para que possa visitar o seu interior em segurança e para que estes se possam manter por muitos e longos anos. Inspire-se!

1. Castelo dos Mouros

Castelo dos Mouros - Sintra

Situado na serra de Sintra, fundado no século X e conhecido como o mítico dos castelos de Portugal. Por entre penedos e sobre penhascos que para além de um fantástico passeio, é digno de uma paisagem inexplicável.

2. Castelo de Guimarães

Castelo de Guimarães

Localizados na cidade de Guimarães, distrito de Braga. Dos mais importantes castelos em Portugal pois foi cabeça do condado portucalense desde o séc. IX, tendo sido o seu castelo alvo de diversos episódios que estiveram na origem da independência do Portugal. Foi aqui que D. Afonso Henriques se tornou Rei de Portugal, desde 1143.

3. Castelo de Santa Maria da Feira

Castelo Santa Maria da Feira

Um castelo à imagem da diversidade de recursos defensivos, utilizados entre os séc. XI e XVI. A sua belíssima arquitetura, com a sensação de que saiu de um filme medieval, este castelo foi crucial na história de Portugal, mais precisamente, na vitória da batalha de São Mamede em 1128 ganha por D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal.

4. Castelo de Almourol

Castelo de Almourol

Ao passear sobre o Rio Tejo, rodeado de pedras encontra um dos castelos mais bonitos de Portugal. Segundo a sua história, aqui os muçulmanos conquistaram a ilha aos visigodos, em meados do séc. VIII.

Em 1160 este castelo foi entregue aos templários, ainda que é um dos lugares mais míticos de Portugal, recheado de uma arquitetura inspiradora. Por ser vista apenas de barco, entusiasma pelo mistério e curiosidade a quem o visita.

5. Castelo de Arraiolos

Castelo de Arraiolos

Em 1310 foi aceita a construção deste magnífico Castelo de Arraiolos, também conhecido como Paço dos Alcaides, doado a D. Nuno Álvaro Pereira.

A história da região de Arraiolos é extensa e muito rica, pelo que os povos que por lá passaram deixaram as suas marcas, essas que hoje em dia são muito bem faladas. No interior do castelo a construção encontra-se degradada por falta de restauro, no entanto, vale a pensa observer o seu exterior bem conservado, as suas muralhas e o seu maravilhoso relvado.

6. Castelo de Montalegre

Castelo de Montalegre

Segundo a Câmara Municipal de Montalegre:

O castelo de Montalegre tem o início da sua construção atribuída ao rei D. Afonso III, por volta de 1270, mas as obras continuaram nos reinados seguintes e ainda no reinado de D. Afonso IV, por volta de 1330, há referências a obras, nomeadamente à construção da Torre de Menagem.

As preocupações com esta fortificação justificavam-se com a necessidade de defesa da fronteira, do reino de Portugal, de que esta região fez parte a partir da independência e que ao longo de séculos foi ameaçada por Castela. O local onde foi edificada apresenta testemunhos de uma ocupação remota, provavelmente com um castro pré-histórico e depois pelos romanos, visigodos, muçulmanos e voltou à posse cristã a partir do século VIII.

Durante a crise de 1383, devido à morte do rei D. Fernando, sem herdeiros masculinos, com sua filha D. Beatriz, casada com o rei de Castela, a reclamar o trono português, o que não interessava por significar a perda da independência, este castelo tomou o partido de D. Beatriz.

A resolução da crise passava pela possibilidade de subir ao trono, ou o filho do Rei Pedro I e Inês de Castro, a viver em Castela, ou João, Grão-Mestre de Aviz, filho de D. Pedro I e da aia de Inês de Castro, Teresa Lourenço, optou-se então pelo segundo, e uma guerra com Castela, que estava ao lado de D. Beatriz.  

Já no final desta guerra, por volta de 1385, o castelo foi submetido pelas forças de D. João I, que o doou ao Condestável, D. Nuno Álvares Pereira. Depois de 1640, com a Guerra da Restauração da independência portuguesa a estrutura defensiva foi modernizada para utilizar artilharia. Classificado como Monumento Nacional, recebeu já no século XX, obras restauro e nele foi instalado um núcleo museológico.”

Ao longo do século XX este castelo foi alvo de diversas acções de recuperação e valorização.

7. Castelo de Óbidos

Castelo de Óbidos

Não só pela sua beleza arquitectónica, como também pela sua localização junto ao mar. A vista sobre o castelo de Óbidos é simplesmente fantástica e ideal para um dia em família ou acompanhado pela sua cara metade.

Mesmo depois de muitas guerras, durante vários séculos, o Castelo de Óbidos permanece com a sua mistura de elementos ao estilo românico, gótico, manuelino e barroco.

8. Castelo de Leiria

Castelo de Leiria

Mandado construir por D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, com o intuito estratégico de estabelecer uma linha defensiva com os árabes. No entanto, esta estratégia não resultou totalmente como esperado, sendo que durante as guerras de D. Afonso Henriques com a Galiza, os Árabes aproveitaram a deslocação do exército do Condado Portucalense para o norte e conseguiram apoderar-se de Leiria, por duas vezes.

9. Castelo de Porto de Mós

Castelo de Porto de Mós

Atualmente, dos castelos mais visitados pelos turistas vindos do Reino Unido. Um autêntica obra de características únicas, sobretudo porque o castelo de Porto de Mós durante muitos séculos acumulou influências militares, góticas e renascentistas.

Os dois torreões vemos na imagem a cima correspondem à fachada principal e são ornamentados por duas cúpulas piramidais, com acabamento de cerâmica de cor verde.

10. Castelo do Marvão

Castelo do Marvão

Digno de uma magnífica paisagem, concorda?

D. Afonso Henriques, mais uma vez conquistou esta fortificação aos mouros, em 1166, por conseguinte mais tarde foi novamente reconquistada pelos mouros, em 1190.

Classificado como Monumento Nacional, tem vindo a ser mantido e devidamente conservado com o apoio da Liga dos Amigos do Castelo e da Câmara Marvão, para que se mantenha sempre viva a história do castelo que tanto caracteriza a sua região.

11. Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge

Por último e não necessariamente o menos importante, pelo contrário. O castelo de São Jorge, situado na mais alta colina de Lisboa e na antiga cidadela medieval, em tempos era habitado pelos mouros. Representa um marco enorme da cidade, não só pela sua beleza característica, como também pela história que respira em cada pedra.

Ideal para visitar em família pois atualmente este castelo dispõe de diversas atividades medievais, onde são criados vários cenários referentes à época.

Interessante não é?

Agora que já sabe que Portugal é recheado de castelos e histórias incríveis, resta pisar os espaços. Por isso, recomendamos os nossos tours privados, onde poderá usufruir de uma viagem segura, sem horários pré-definidos e com o conforto ideal, a pensar em si e na sua experiência. Conheça as nossas sugestões!

Leave a Reply

Reserve Agora